Sexta-feira, 18 de Maio de 2007

Desabafo da Alma

 
 O desabafo da Alma, é, senão a nosso espirito a marcar valores no nosso consciente, no nosso EU.
E eu...

Tento na maioria das vezes aplicar o melhor bom-senso, nem sempre é facil...busco sentido para todas as minhas experiências, e tirar o melhor partido, nem sempre é possivel.

Por vezes preciso de me ouvir melhor.
Se me ouvísse mais vezes, evitaría algumas atitudes menos boas...

 
 
Vivo na entrega de mim mesma ao meu proximo, levo em conta que todos os dias tenho oportunidade de mudar, por aprender com todos, sempre mais um bocadinho...

Tento aprender, na realidade com imensas pessoas que se encontram á minha volta. Umas em que a razão esta mais presente e nessas, reconheço-lhe a inflexibilidade, noutras, as mais emotivas em que a emoção as faz ser mais impulsivas, mas que conseguem ver as mais ínfimas coisas que a vida lhes apresenta, e a tudo cedem...

Busco na realidade um equilíbrio com todos, e em mim...

O nosso auto-conhecimento é constante, e ficarmos parados no tempo a esperar que as coisas venham ter conosco, não é realmente a minha forma de ser, e na inquietude de querer acompanhar da melhor forma o mundo, vou assim desabafando para o papel tentado conhecer-me, ouvindo-me e ouvindo cada um dos que me rodeiam!

É importante conseguir analisar e a miudamente os interesses de todos. Qualificar as nossas prioridades quanto ao nosso carácter querendo conhecermo-nos e aceitando-nos tal qual somos.
 
Mas essencial é não esquecermos em encontrar em nós a aceitação daqueles a quem damos importância na nossa vida ou não, que tb terão os suas formas de ser, respeitando-os, só assim conseguimos ser tão verdadeiros conosco e assim se-lo realmente com os outros!

Tento ser justa comigo e com todos, procurar responsabilidades e avaliar as consequências!

Como encontro o meu EU, nessa necessidade do desabafo?

Ora...

Para mim Deus sempre foi conotado como o Criador...

Mas... da mesma forma que um pintor é criador das suas pinturas, as obras não são o seu próprio criador...

O valor que cada obra contém, ou por outra, o valor de cada um de nós, é a da conquista de cada uma das pinceladas formando o seu todo, o nosso todo...essas pinceladas em nós é conseguirmos conquistar o nosso EU, é algo que nos vai representando, algo que nos vai constituindo ate conseguirmos tomar forma, crescermos e evoluir dentro do bom senso e bons valores…

Será que me entedem?

Pois...para mim desabafar, é um pigmento de uma das cores que misturadas no pincel começará por delinear/formar um EU que conheço e desconheço... que vou conhecendo...um ouvir de quem vai libertando do seu ser para o ser, o ser que sou sem conhecer conhecendo, a voz de todo o sentir, sentindo com razão de ser...

publicado por Susana Ber. expressar às 16:26
link do post | comentar | favorito
 O que é? |
1 comentário:
De ABB a 22 de Maio de 2007 às 11:57
Ao conhecermos-nos, compreendemos melhor os outros, aprendemos a ser mais tolerantes. O conhecimento é um estado evolutivo em todas as suas vertentes. A ti, minha amiga, desejo sinceramente o melhor que esta vida tem para oferecer.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Vida tão curta...

. Amar

. Emoções que comandam

. Vidas...

. Carta a minha Mae

. Esquecida...

. Anjo

. ...

. Eternidade...aquilo que s...

. Aceitação...Entrega...

.arquivos

. Março 2011

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Março 2009

. Abril 2008

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Desabafo da Alma

. Os Quatro Elementos

blogs SAPO

.subscrever feeds