Quinta-feira, 21 de Junho de 2007

Lua

 

Busquei um olhar... 

 

Esse olhar falou-me ao ouvido

 

Buscava apenas calar

 

Todo o meu sentir sentido...

 

Eram almas que se amavam

 

No amâgo, na sua ausencia

 

Amor que falava

 

Mais alto que sua essência...

 

Busquei sentir sem sentir

 

Almejar sem querer

 

Era querer e amar

 

Amando ate morrer

 

Eram almas que se amavam

 

Mas de pouco se proviam

 

Mas de muito se alimentavam

 

E de amor morriam

 

Busquei um toque, o teu calor...

 

Tua mão na minha, a minha na tua

 

Sentir este sentir de amor

Simplesmente admirando... a redonda Lua...
tags:

publicado por Susana Ber. expressar às 22:40
link do post | comentar | favorito
 O que é? |
Terça-feira, 19 de Junho de 2007

Reencontro de amigos

 

 

Ha mais de um ano não te via

a saudade foi crescendo

mas de ti eu sabia

pois eu sempre te ia lendo...


Tanta coisa se passou

sem quereres tua amiga procurar

o teu mau feitio te alcançou

Que de mim te fez ausentar.


Sabia que um dia irias voltar

e pouco tempo demorou

ter a ceteza de te encontrar

neste dia que meu coraçao te abraçou


Este dia de alegria e glorioso

por te ter reencontrado

no abraço prazeroso

como sempre de ti, me é ofertado


As saudades era muitas meu teimoso

meu querido e amor amigo

Que nunca te encontras queixoso

quando tu estás comigo


É tao bom meu feio, de volta ter-te

sempre foste por mim amado

Não quero voltar a perder-te

senao está comigo tramado!



publicado por Susana Ber. expressar às 21:20
link do post | comentar | favorito
 O que é? |
Domingo, 10 de Junho de 2007

Ser Alma

De alma aberta…
Somos…
Nas palavras o sentido
Que o vazio não existe
Que o amor não se esconde
Que a liberdade nos pertence
Que a felicidade emancipa
Nos enfermos terminais da consciência
Quedado não tem definição
De senso comum a vivência
De respeito a ascensão
Dignidade por conseguir
Subjugado nas falhas
Por seres imperfeitos que somos
Almas que regenerão a cada dia
Gracejando o bem haja,
Por quanto ainda sermos quem somos
Por quanto sermos que fomos
Por quanto sermos
Por quanto há vida
Que ainda não vivida
Por quanto ainda morreremos
Por quanto ainda seremos...

publicado por Susana Ber. expressar às 19:46
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Vida tão curta...

. Amar

. Emoções que comandam

. Vidas...

. Carta a minha Mae

. Esquecida...

. Anjo

. ...

. Eternidade...aquilo que s...

. Aceitação...Entrega...

.arquivos

. Março 2011

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Março 2009

. Abril 2008

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Desabafo da Alma

. Os Quatro Elementos

blogs SAPO

.subscrever feeds